sexta-feira, 30 de agosto de 2019

JESUS NO APOCALIPSE.

Revelação de Jesus Cristo, a qual Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que brevemente devem acontecer; e pelo seu anjo as enviou e as notificou a João, seu servo (Ap.1.1).

Apocalipse é o livro onde JESUS aparece com uma grande coleção de nomes e títulos, ao longo das vívidas páginas do livro. Cada um desses nomes e títulos diz respeito ao seu caráter e destaca um aspecto particular do seu papel no plano da redenção. Embora Jesus apareça com vários nomes e títulos, nenhum nome lhe faz verdadeira justiça. Ele é maior do que qualquer nome, descrição, expressão ou título que a mente humana possa imaginar.

Referências.                 Nomes e Títulos.

- 1.5                             A Fiel Testemunha.

- 1.5                            O Primogênito dos mortos.

- 1.5                            O Príncipe dos reis da terra.

- 1.13; 14.14               Filho do Homem.

- 2.8                            O Primeiro e o Último.

- 2.18                          Filho de Deus.

- 3.14                          O Amém.

- 3.14                          A Testemunha Fiel e Verdadeira.

- 3.14                          O Princípio da Criação de Deus.

- 4.11                          O Criador.

- 5.5                            O Leão da Tribo de Judá.

- 5.5                            A Raiz de Davi.

- 5.6                           Cordeiro.                      

- 7.17                         Pastor.

- 11.15; 12.10            Cristo.

- 15.3                         Rei dos santos.

- 17.14                       Senhor dos senhores.

- 17.14                       Rei dos reis.

- 19.11                       Fiel e Verdadeiro.

- 19.13                       Palavra de Deus.

- 19.16                       REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES.

- 21.6;22.13; 1.8.       Alfa e Ômega.

- 22.13                       O Princípio e o Fim.

- 22.13                       O Primeiro e o Derradeiro

- 22.16                       A Raiz e a Geração de Davi.

- 22.16                       A Resplandecente Estrela da manhã.

* A expressão Cordeiro, com relação a Jesus, aparece 29 vezes em todo o livro de Apocalipse.

CONCLUSÃO:
Jesus Cristo, é o grande tema não só do livro de Apocalipse, mas de toda a Bíblia. Ele está no princípio, no meio e no fim da História. Ele é antes de todas as coisas e todas as coisas foram criadas por Ele. Porque Dele, por Ele e para Ele são todas as coisas; glória para Ele, eternamente, amém.

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

TEMPOS DE GRANDES PROSPERIDADES.

E haverá estabilidade nos teus tempos, abundância de salvação, sabedoria e ciência; e o temor do SENHOR será o seu tesouro (Isaías, 33.6).

A aplicação imediata deste capítulo 33 de Isaías, faz menção ao estabelecimento do Reino de Deus em sua plenitude, que segundo a escatologia, acontecerá no período do milênio.
Porém, no contexto histórico desta profecia, a nação de Judá que era governada pelo rei Ezequias,   vinha sofrendo constantes ameaças por parte do rei da Assíria, nos tempos do profeta Isaías. O povo de Deus vivia sob uma tensão política e militar, era uma época de prosperidade para a nação de Judá; mas havia insegurança, pois os exércitos da Assíria estava prestes a atacar o reino de Judá.

ESTABILIDADE.

Estabilidade é a qualidade daquilo que é estável, isto nos fala de firmeza, solidez, segurança e prosperidade. A prosperidade de uma nação depende da sua estabilidade política, econômica e social. A prosperidade de uma pessoa, depende da sua estabilidade emocional, familiar e financeira. A estabilidade espiritual, depende da nossa devoção sincera ao Deus vivo e verdadeiro, o nosso conhecimento e comunhão com Ele, e consequentemente a nossa maturidade cristã. Deus quer que vivamos uma vida de estabilidade material e espiritual, só depende de nós nos dispormos a sacrificar e viver uma vida de renúncias.

ABUNDÂNCIA DE SALVAÇÃO.

Com a vinda do Redentor, Jesus Cristo, a porta da salvação foi aberta para todos os povos, línguas, raças e nações. Nunca na história da humanidade houve um número tão grande de pessoas salvas como em nossos tempos. A graça é abundante, ela manifestou-se na pessoa de Jesus Cristo. Está escrito: Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens (Tito, 2.11). O pecado veio para destruir e separar o homem de Deus. Mas, onde abundou o pecado, superabundou a graça (Romanos, 5.20). Que possamos viver e desfrutar desta abundante graça, que a nossa família, parentes e amigos, sejam todos alcançados pela graça de Deus e desfrute desta grande salvação. Amém!

SABEDORIA.

Esta sabedoria não está relacionada ao saber, mas no proceder de uma vida conduzida com prudência em meio a uma geração perversa e corrompida. Há pessoas que são sábias porque tem um vasto conhecimento na área do saber. Todavia, o sábio de coração é aquele que se conduz com prudência e agi com sabedoria. Este tipo sabedoria é para aqueles temem ao SENHOR e buscam obedecer a palavra de Deus. A obediência produz sabedoria. Quando Moisés exorta o povo à obediência, ele diz: Guardai-os, pois, e fazei-os, porque esta será a vossa sabedoria e o vosso entendimento perante os olhos dos povos que ouvirão todos estes estatutos e dirão: Este grande povo é só gente sábia e inteligente (Deut.4.6). No salmo 90 Moisés disse: Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos coração sábio (Salmos, 90.12). Quando nós alcançarmos um coração sábio e nos tornarmos maduros em Deus, haverá um grande progresso e prosperidade espiritual e material em nossa vida.

CONHECIMENTO.

Este conhecimento está relacionado ao SENHOR, e não ao conhecimento secular. Este conhecimento será progressivo e constante e causará um grande impacto na vida das pessoas. Este conhecimento tem haver com a nossa vida de intimidade e comunhão com Deus. Por falta de conhecimento o povo perece e é destruído, mas com o conhecimento de Deus haverá prosperidade. O profeta Oséias disse: O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento ... (Os.4.6). Conheçamos e prossigamos em conhecer ao SENHOR ... (Os.6.3). A questão não é conhecer simplesmente o Livro do SENHOR, mas conhecer também o SENHOR do Livro. Há pessoas que tem um bom conhecimento bíblico, mas não tem nada de Deus. Seja prospero em conhecer o Livro e o autor do Livro.

TEMOR DO SENHOR.

A profecia de Isaías diz: "O temor do SENHOR será o seu tesouro". Ou seja, temer ao SENHOR é algo de grande valor. Este temor não significa ter medo, mas implica em respeito, reverência e obediência ao SENHOR. O segredo para viver uma vida prospera é temer ao SENHOR e andar no seu caminho. Está escrito: Feliz aquele que teme ao SENHOR e anda nos seus caminhos! Pois comerás do trabalho das tuas mãos, feliz serás, e te irá bem. A tua mulher será como a videira frutífera aos lados da tua casa; os teus filhos, como plantas de oliveira, à roda da tua mesa. Eis que assim será abençoado o homem que teme ao SENHOR! (Salmos, 128.1-4). Haverá uma grande prosperidade na vida do homem que teme ao SENHOR, e consequentemente Deus abençoará a todos seus descendentes. Portanto, faça a sua parte, busque ao SENHOR, Ele é a sua grande prosperidade.

* O tempo de instabilidade passou, e chegou o tempo de estabilidade, firmeza, segurança e grande prosperidade. Amém! 

sábado, 24 de agosto de 2019

ONÉSIMO, O ESCRAVO FUGITIVO.

Peço-te por meu filho Onésimo, que gerei nas minhas prisões, o qual, noutro tempo, te foi inútil, mas, agora, a ti e a mim, muito útil; eu to tornei a enviar. E tu torna a recebe-lo como ao meu coração. Assim, pois, se me tens por companheiro, recebe-o como a mim mesmo. E, se te fez algum dano ou te deve alguma coisa, põe isso na minha conta (Fm.1.10-12,17,18).

Este pequeno livro é uma obra-prima da manifestação da graça e uma profunda demonstração do poder libertador de Cristo. Nele nós vamos encontrar a verdadeira fraternidade cristã em ação.
Paulo escreveu esta carta de Roma, por volta do ano 60 d.C., quando estava sob prisão domiciliar.
A carta foi endereçada a Filemom, um grego, proprietário de terras, que morava em Colossos. Ele se converteu a Cristo pelo ministério de Paulo, e a igreja colossense se reunia em sua casa.
Onésimo era um escravo domestico que pertencia a Filemom. Onésimo havia fugido de Filemom e ido para Roma, onde conheceu Paulo, que o conduziu a Cristo (1.10). Paulo convenceu Onésimo a não mais fugir de seus problemas, pois isso não resolveria; e o persuadiu a retornar a seu senhor. Paulo escreveu esta carta a Filemom para pedir-lhe que recebesse o seu escravo fugitivo e lhe perdoasse.

A GRAÇA DE DEUS NOS ALCANÇOU E PAGOU A NOSSA DÍVIDA.

A mensagem deste livro, ilustra a graça de Deus alcançando o pecador, perdoando-o e pagando toda a sua dívida. A intercessão de Paulo por Onésimo, ilustra o que Cristo fez por nós. Assim como Paulo intercedeu por um escravo, Cristo intercede por nós, que fomos escravos do pecado. Da mesma forma que Onésimo foi reconciliado com Filemom, nós fomos reconciliados com Deus através de Cristo. Assim como Paulo se ofereceu para pagar as dívidas de um escravo, Cristo também se ofereceu e pagou as nossas dívidas do pecado. Como Onésimo, devemos ser gratos a Deus pelo grande benefício alcançado, e servir ao nosso Senhor e Mestre por toda a nossa vida.
Paulo pediu a Filemom, que não o recebesse mais como escravo, e sim como irmão amado (15,16). Assim, também Cristo nos trata como amigos e não como servos: Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor, mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer (João,15.15).
Que possamos nos alegrar por termos sido alcançados pela graça de Deus. A nossa dívida foi paga. Aleluia! 

sábado, 17 de agosto de 2019

CURIOSIDADES NO LIVRO DO PROFETA EZEQUIEL.

Ezequiel, cujo nome significa "Deus fortalece", é um dos profetas com maior número de ações inusitadas na Bíblia. As suas profecias são descritas como artes cênicas, para revelar o pecado e o juízo vindouro sobre a nação de Judá. Ezequiel é o único livro profético que foi contestado pelos rabinos, apesar de fazer parte do cânon hebraico. Os rabinos em Israel, restringiram a leitura do livro em público, por causa das suas aparentes contradições em relação a torá (a lei de Moisés), e por suas expressões muito extravagantes.

INFORMAÇÕES SOBRE EZEQUIEL:

Ezequiel o profeta das visões, estava entre os cativos de Judá junto ao rio Quebar, onde Deus revelou a sua glória ao profeta através de visões extraordinárias. O profeta estava na terra dos caldeus, na Babilônia, e ele declara por mais de uma vez que a mão do SENHOR estava sobre ele. Ezequiel, cujo nome significa "Deus fortalece", era de família sacerdotal (1.3) e passou os primeiros vinte e cinco anos da sua vida em Jerusalém. Estava se preparando para o ofício sacerdotal do templo quando foi levado cativo à Babilônia em 597 a.C. Uns cinco anos mais tarde, aos trinta anos (1.2,3), Ezequiel recebeu sua chamada profética da parte de Deus, e a partir daí ministrou fielmente durante vinte e dois anos, pelo menos (Ez.29.17). Ezequiel  foi contemporâneo de Jeremias e Daniel. Ezequiel era casado (24.15-18), e vivia como um  cidadão comum entre os exilados judeus, numa comunidade próximo ao rio Quebar (1.1; 3.15,24; Sl.137.1).

* A Bíblia não relata nada sobre a morte do profeta Ezequiel, tudo o que sabemos é que seu ministério durou pelo menos 22 anos (Ezequiel 29.17). Considerando então que ele começou a profetizar em 592 a.C., quando tinha 30 anos, ele viveu, no mínimo, cerca de cinquenta e três anos.

FATOS CURIOSOS NO LIVRO DE EZEQUIEL:

* A expressão "filho do homem" aparece mais de 90 vezes no livro de Ezequiel.

* Por ordem de Deus Ezequiel ficou preso e amarado por cordas dentro da sua própria casa, e esteve mudo por algum tempo (Ez.3.22-27).

* Deus manda o profeta utilizar um tijolo e desenhar a cidade de Jerusalém e depois colocar uma panela de ferro como muro e cercar a cidade, como um sinal para nação (Ez.4.1-3).

* Ezequiel fica deitado sobre o seu lado esquerdo durante 390 dias, e 40 dias sobre o seu lado direito, por ordem de Deus (Ez.4.4-8).

* Ezequiel come pão assado em cima de esterco de vaca, depois que rejeitou come-lo assado com fezes humana (Ez.4.9-15).

* Ezequiel raspou os cabelos da cabeça e a barba por ordem Divina, para representar o juízo de Deus sobre a nação de Judá (Ez.5.1-4).

* Um homem vestido de linho com um tinteiro na mão, marca os fiéis de Jerusalém na testa (Ez.9.1-4).

* Ezequiel é transportado pelo Espírito suspenso pelos cabelos até o templo em Jerusalém (Ez.8.1-4).

* Enquanto Ezequiel estava profetizando, Pelatias, morreu (Ez.11.13).

* Deus manda Ezequiel preparar sua mala para uma viagem e abrir um buraco no muro e passar a bagagem pelo buraco (Ez.12.1-6).

* Deus manda Ezequiel tremer e ficar arrepiado enquanto come e bebe água (Ez.12.7,8).

* Amantes com membros como de jumento e ejaculação como de um cavalo (Ez.23.19,20).

* Ezequiel é proibido por Deus de lamentar a morte de sua esposa, que morre para representar a destruição total da nação (Ez.24.15-25).

* O livro de Ezequiel tem 48 capítulo e 1.273 versículos.

* O livro de Ezequiel tem uma mensagem de esperança, e termina expressando um dos nomes de Deus, "JEOVÁ-SAMÁH", que significa: "O SENHOR ESTÁ ALI" (Ez.48.35). Ele está presente. Amém!
O livro de Ezequiel se inicia com Deus irado e termina com o mesmo Deus presente para consolar.

CONCLUSÃO:
O livro de Ezequiel além de ter profecias chocantes na forma representativa do profeta, ele também é cheio de visões de Deus reveladas ao profeta. Este livro também tem sua parte escatológica que se identifica com apocalipse. Ele contém vários pontos de semelhança com o livro de Apocalipse: A visão dos querubins (Ez.1; Ap.4). O rolo sendo dado a comer (Ez.3; Ap.10). Gogue e Magogue (Ez.38; Ap.20). A nova Jerusalém (Ez.40-48; Ap.21). O rio de águas vivas (Ez.47; Ap.22). Enfim, trata-se de um dos mais notáveis livro do Canon Sagrado.  

segunda-feira, 12 de agosto de 2019

BAJULAÇÃO, UM PECADO SUTIL.

O homem que lisonjeia a seu próximo arma uma rede aos seus passos (Provérbios, 29.5).

Por repetidas vezes, a Bíblia reprova este tipo de atitude hipócrita chamada de lisonja, adulação, bajulação ou na expressão popular, puxa-saco. A bajulação ou as palavras lisonjeiras geralmente são dirigidas as pessoas que estão em posição elevadas. O alvo dos bajuladores são as pessoas que estão em cargos de chefia nas empresas, bem como, os donos e patrões das empresas. Por trás deste pecado sutil, desfaçado de elogios, há um interesse velado por parte do bajulador. É fato que, no meio do povo de Deus, também temos visto grande número de bajuladores. Geralmente, o alvo destes bajuladores são os pastores e lideres da Casa de Deus. Em contrapartida, só existe bajuladores porque há também grande número de pastores, lideres e pregadores que se alimentam de bajulações e gostam de elogios para massagearem o seu ego. O teólogo e pregador Aurélio Agostinho, disse: "Prefiro os que me criticam, porque me corrigem, aos que me elogiam, porque me corrompem". O problema é que nós somos mais receptivos para receber palavras de elogios, mesmo que sejam falsas, do que receber palavras de criticas e exortações. Este pecado sutil tem se alastrado nas igrejas e tem causados grandes prejuízos na obra do Senhor. Na época de Paulo, também havia cristãos bajuladores. Em I tessalonicenses 2.5, para não ser confundido com os bajuladores, Paulo declarou: " A verdade é que jamais nos utilizamos de linguagem bajuladora, como bem sabeis, nem de artimanhas gananciosas. Deus é testemunha desta verdade (Versão atualizada King James).

É muito desagradável ouvir uma pessoa "bajular" alguém. A lisonja, além de falsa, ela é uma armadilha para o bajulador. Quem bajula não fala com sinceridade de coração, ele usa um desface e articula palavras falsas cheias de elogios. Os cristãos verdadeiros não devem ser bajuladores. Aqueles que proclamam a verdade de Deus tem a responsabilidade de serem sinceros e honestos em suas palavras e ações. Dizer as pessoas o que elas gostam de ouvir é fácil; mas devemos ser sinceros e ter coragem de falar o que as pessoas precisam ouvir. Que os lábios lisonjeiros dos bajuladores, desapareçam do meio do povo de Deus, e que os lábios da sinceridade e da verdade se multipliquem para glória de Deus. Amém!

ALGUNS VERSÍCULOS NOS LIVROS POÉTICOS SOBRE LISONJA OU BAJULAÇÃO:

Seduziu-o com a multidão das suas palavras, com as lisonjas dos seus lábios o persuadiu (Pv.7.21).

O homem que lisonjeia seu próximo arma uma rede aos seus passos (Pv.29.5).

A língua mentirosa odeia aqueles a quem fere, e a boca lisonjeira provoca a ruína (Pv.26.28).

Cada um fala com falsidade ao seu próximo; falam com lábios lisonjeiros e coração dobrado (Sl.12.2).

O SENHOR cortará todos os lábios lisonjeiros e a língua que fala soberbamente (Sl.12.3).

Queira Deus que eu não faça acepção de pessoas, nem use de lisonjas com o homem! (Jó, 32.21).

Porque não sei usar de lisonjas; em breve me levaria o meu Criador (Jó, 32.22).

* Há um provérbio que diz: O perverso de coração nunca achará o bem; e o que tem língua dobre virá a cair no mal (Pv.17.20).
O termo coração dobrado ou língua dobre, conforme o salmos 12.2 e Tiago 1.8, significa a pessoa que diz uma coisa, mas sente outra. Ou seja, é uma pessoa que falta com a verdade e anda com duas conversas, um dia ela será pega em contradição e a sua vida será uma ruína.
Que os mentirosos, os de coração dobrados e os bajuladores, abandonem suas praticas pecaminosas e convertam-se de todo coração ao Senhor Jesus. Amém!

sexta-feira, 2 de agosto de 2019

A MESA DE JEZABEL.

Agora, pois, envia, ajunta a mim todo o Israel no monte Carmelo, como também os quatrocentos e cinquenta profetas de Baal e os quatrocentos profetas de Aserá, que comem da mesa de Jezabel (I Reis, 18.19).

Mesa é uma mobília familiar, e isto nos fala de aconchego e comunhão entre os membros de uma família ou uma comunidade. Sentar na mesa de Jezabel é ter comunhão com ela e ser participante dos seus pecados. A nação de Israel estava entregue a idolatria, Jezabel aboliu o culto ao Deus Verdadeiro e instituiu a adoração a Baal. Jezabel tinha um espírito de dominadora e conseguiu levar o povo a se dobrarem diante do seu deus Baal.
Sua influência religiosa cresceu a níveis incontroláveis, superando os próprios rabinos e sacerdotes, submetendo-os as suas ordens. Jezabel cresceu politicamente e ordenava sobre o clero sacerdotal, obrigando os próprios sacerdotes israelitas a cultuar a Baal.
Suprimindo os rituais mosaicos, Jezabel passou a cultuar Baal de forma ostensiva e dominadora, sacrificando crianças inocentes em nome da "santidade" de Baal. Sua atuação mística superava as expectativas dos israelitas que aceitavam tudo de forma normal.
Jezabel continuou a adorar os deuses fenícios, mas não se limitou a isso, pois combateu o Deus de Israel e perseguiu todos os seus seguidores. Os sacerdotes e profetas israelitas foram eliminados ou então tiveram que se exilar no deserto devido a perseguição promovida pela rainha.
Como se não bastasse, Jezabel usou o dinheiro público, para financiar o culto a Baal e sustentar os 450 profetas do deus Baal e os 400 profetas da deusa Azera (deusa fenícia da fertilidade). Mandou construir um templo dedicado a Baal, e Acabe, o seu próprio marido consentiu e sentiu-se atraído pelo culto destes deuses, renegando a sua fé no SENHOR.

AS IGUARIAS DA MESA DE JEZABEL:

- IDOLATRIA.

Mas tenho contra ti o tolerares que Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensine e engane os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria (Ap.2.20).
Quem senta na mesa de Jezabel, come as comidas sacrificadas aos ídolos, participa do culto da idolatria prestados a Baal e Azera, torna-se idolatra igual a ela. Deus abomina a idolatria, deixe a mesa da idolatria de Jezabel e adore unicamente ao Deus vivo e verdadeiro.

- PROSTITUIÇÃO.

Mas tenho contra ti o tolerares que Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensine e engane os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria.
E dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua prostituição; e não se arrependeu. Eis que a porei numa cama, e sobre os que adulteraram com ela virá grande tribulação, se não se arrependerem das suas obras (Ap.2.20-22).
Quem se assenta na mesa de Jezabel, está entrando no caminho da prostituição juntamente com ela.
Jezabel, além de idolatra ela também se dizia profetiza e ensinava com sua mensagem de engano, os servos de Deus a se prostituir e comer dos sacrifícios da idolatria.

- VIOLÊNCIA.

Jezabel era uma mulher violenta, a sua crueldade e maldade eram tão grande, que ela mandava matar a todos que se opunham as suas ordens. Quem senta na sua mesa torna-se participante das suas maldades e é cumplice juntamente com ela. Deus não nos chamou para violência, mas para sermos da paz. Está escrito: Não por força, nem por violência, mas pelo meu Espírito, diz o SENHOR dos Exércitos (Zc.4.6b).

- REBELIÃO.

Jezabel é também sinônimo de rebelião contra Deus, pois foi ela juntamente com Acabe seu marido, quem instituiu o culto a Baal na nação de Israel e conduziu o povo pelo caminho da idolatria e rebelião conta Deus. Portanto, quem senta na mesa de Jezabel torna-se inimigo de Deus e também está debaixo de maldição.

- MENTIRA.

Naquela época, Jezabel era considerada por muitos como a "poderosa". O seu pedido era uma ordem, e tudo o que ela falava era como uma verdade infalível. Mas Jezabel não passava de uma farsa, uma verdadeira mentira em tudo que falava e praticava. Quem vive na pratica da mentira é filho do Diabo, porque ele é o pai da mentira (Jo.8.44). Fuja da mentira, deixe de ser participante da mesa de Jezabel e procure viver e andar no caminho da verdade que é Jesus Cristo. Ele disse: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida (Jo.14.6).

CONCLUSÃO:
A mesa de Jezabel é grande e está rodeada de crentes que negaram a fé e se comprometeram com o sistema de rebelião contra Deus. Muitos preferem ser tolerantes e terem amizade com os inimigos de Deus, para não perderem o cargo de funcionário público, nem as regalias que o rei lhe oferece. Mas Elias vem ai, ousado e usado por Deus para acabar com a mamata dos profetas de Baal e os de Azera e também destruir todos os sacerdotes do templo de Baal e seus adoradores.
Que Sejamos fiéis ao SENHOR, iguais aos sete mil remanescentes de Israel, que não dobraram os seus joelhos diante de Baal, e não o beijaram, nem comeram dos sacrifícios da idolatria (I Reis, 19.18). Infelizmente, ainda hoje, tem muitos crentes sentados na mesa de Jezabel. Mas o Espírito de Deus continua alertando: Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; por que que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel? E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo. Pelo que saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; e não toqueis nada imundo, e eu vos receberei; e eu serei para vós Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-poderoso (II Co.6.14-18). Amém!

quinta-feira, 1 de agosto de 2019

JEOSEBA E ATALIA, AMOR E ÓDIO.

Quando Atalia, mãe de Acazias, soube que seu filho estava morto, mandou matar toda a família real. Mas Jeoseba, filha do rei Jeorão e irmã de Acazias, pegou Joás, um dos filhos do rei que iam ser assassinados, e o colocou num quarto, junto com a sua ama, para escondê-lo de Atalia; assim ele não foi morto. Seis anos ele ficou escondido com ela no templo do SENHOR, enquanto Atalia governava o país (II Reis, 11.1-3). 

A vida de Jeoseba, mulher de coração cheio de amor e bondade, estava ligada à vida de Atalia, mulher egoísta e cruel, com o coração cheio de ódio, obcecada pelo poder. Estas duas mulheres marcaram a história no período da realeza dos reinos de Israel e Judá. Esta época foi um período muito delicado na história, pois, se o plano de Atalia não tivesse sido frustrado pela ação corajosa de Jeoseba, de esconder o pequeno Joás na Casa do SENHOR, os descendentes de Davi do reino de Judá, de onde veio a ascendência do nosso Salvador Jesus Cristo, teria sido totalmente eliminada. 

QUEM ERA JEOSEBA?

JEOSEBA - Filha de Jeorão. Salvou a vida de Joás quando Atalia procurou eliminar toda a descendência real. Seu casamento com Joiada (IIReis, 22.11) é o único caso registrado de uma união entre uma princesa da casa real com um sumo-sacerdote.
Jeoseba era filha de rei, casada com o sumo-sacerdote e mulher de coração sensível ao Senhor. Deus a usou porque a conhecia e sabia que ela era bastante corajosa para tomar esta atitude. O modo como ela agiu, escondendo Joás por seis anos na Casa do SENHOR, antes que Atalia o assassinasse, fez dela uma mulher notável e brilhante na história. Agindo assim, ela preservou a linhagem de Judá de onde veio o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. 

QUEM ERA ATALIA? 

ATALIA - Filha de Onri (2Re 8:26). Seu casamento com Jeorão, rei de judá, assinalou uma aliança entre os reinos israelitas do norte e do sul, implicando em superioridade para Israel. A morte de seu filho, Acazias, após reinado de um ano, às mãos de Jeú, na 'Revolução Profética' (2Re 8:25-10:36), revelou-a como mulher perversa (2Cr 24:7). A fim de conservar o poder de que desfrutava como rainha-mãe, Atalia procurou destruir toda a descendência real (II Reis, 11.1) e assim começou a reinar (cerca de 842 A.C.).  Quando o rei de Judá faleceu, ficou no seu lugar o filho de Atalia, Acazias. O seu reinado, no entanto, durou pouco, pois Jeú, o carrasco de Jezabel, mãe de Atalia, o matou. Com a morte de seu filho, Atalia ficou obcecada pelo poder e mandou matar todos os seus netos, os verdadeiros herdeiros do trono. Atalia fez o que era mau aos olhos do SENHOR, e por um pouco de tempo conseguiu o seu objetivo. Atalia experimentou dois tipos de sentimentos: (1) Alegria, quando conseguiu o seu objetivo, tornando-se rainha de Judá, após matar seus netos, os verdadeiros herdeiros do trono. (2) Dor, ao ver o seu fracasso quando soube que havia ainda um neto vivo e que este era o verdadeiro rei.

CONCLUSÃO:
Após este relato sobre as vidas destas duas mulheres, começamos a conhecer, um pouco, sobre cada uma delas. Podemos dizer que a princesa Jeoseba, mulher corajosa e sabia, fez o que era certo aos olhos do SENHOR e, assim, salvou a vida de Joás que foi ascendente de Jesus Cristo. A Bíblia nos diz que ela percebendo que todos os filhos do seu irmão Acazias estavam sendo mortos por Atalia, mulher má, cruel e egoísta, decidiu esconder no templo, o filho mais novo dele. Ai de nós se Jeoseba não tivesse tido a coragem de agir, livrando da morte aquele que foi ascendente de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo! Ai de nós se ela não tivesse tido a coragem de enfrentar a malvada Atalia, arriscando a sua própria vida!
Jeoseba não foi apenas uma mulher corajosa, mas foi também sábia, pois o lugar onde ela escondeu o pequeno príncipe Joás foi no templo, na Casa do SENHOR. Como Atalia era adoradora de Baal, ela jamais teria a pretensão de entrar no templo do SENHOR. Diante de tudo isso, fica provado mais uma vez, que ninguém consegue vencer Deus. Ninguém pode mudar nem frustrar os planos de Deus. Amém!