sexta-feira, 2 de agosto de 2019

A MESA DE JEZABEL.

Agora, pois, envia, ajunta a mim todo o Israel no monte Carmelo, como também os quatrocentos e cinquenta profetas de Baal e os quatrocentos profetas de Aserá, que comem da mesa de Jezabel (I Reis, 18.19).

Mesa é uma mobília familiar, e isto nos fala de aconchego e comunhão entre os membros de uma família ou uma comunidade. Sentar na mesa de Jezabel é ter comunhão com ela e ser participante dos seus pecados. A nação de Israel estava entregue a idolatria, Jezabel aboliu o culto ao Deus Verdadeiro e instituiu a adoração a Baal. Jezabel tinha um espírito de dominadora e conseguiu levar o povo a se dobrarem diante do seu deus Baal.
Sua influência religiosa cresceu a níveis incontroláveis, superando os próprios rabinos e sacerdotes, submetendo-os as suas ordens. Jezabel cresceu politicamente e ordenava sobre o clero sacerdotal, obrigando os próprios sacerdotes israelitas a cultuar a Baal.
Suprimindo os rituais mosaicos, Jezabel passou a cultuar Baal de forma ostensiva e dominadora, sacrificando crianças inocentes em nome da "santidade" de Baal. Sua atuação mística superava as expectativas dos israelitas que aceitavam tudo de forma normal.
Jezabel continuou a adorar os deuses fenícios, mas não se limitou a isso, pois combateu o Deus de Israel e perseguiu todos os seus seguidores. Os sacerdotes e profetas israelitas foram eliminados ou então tiveram que se exilar no deserto devido a perseguição promovida pela rainha.
Como se não bastasse, Jezabel usou o dinheiro público, para financiar o culto a Baal e sustentar os 450 profetas do deus Baal e os 400 profetas da deusa Azera (deusa fenícia da fertilidade). Mandou construir um templo dedicado a Baal, e Acabe, o seu próprio marido consentiu e sentiu-se atraído pelo culto destes deuses, renegando a sua fé no SENHOR.

AS IGUARIAS DA MESA DE JEZABEL:

- IDOLATRIA.

Mas tenho contra ti o tolerares que Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensine e engane os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria (Ap.2.20).
Quem senta na mesa de Jezabel, come as comidas sacrificadas aos ídolos, participa do culto da idolatria prestados a Baal e Azera, torna-se idolatra igual a ela. Deus abomina a idolatria, deixe a mesa da idolatria de Jezabel e adore unicamente ao Deus vivo e verdadeiro.

- PROSTITUIÇÃO.

Mas tenho contra ti o tolerares que Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensine e engane os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria.
E dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua prostituição; e não se arrependeu. Eis que a porei numa cama, e sobre os que adulteraram com ela virá grande tribulação, se não se arrependerem das suas obras (Ap.2.20-22).
Quem se assenta na mesa de Jezabel, está entrando no caminho da prostituição juntamente com ela.
Jezabel, além de idolatra ela também se dizia profetiza e ensinava com sua mensagem de engano, os servos de Deus a se prostituir e comer dos sacrifícios da idolatria.

- VIOLÊNCIA.

Jezabel era uma mulher violenta, a sua crueldade e maldade eram tão grande, que ela mandava matar a todos que se opunham as suas ordens. Quem senta na sua mesa torna-se participante das suas maldades e é cumplice juntamente com ela. Deus não nos chamou para violência, mas para sermos da paz. Está escrito: Não por força, nem por violência, mas pelo meu Espírito, diz o SENHOR dos Exércitos (Zc.4.6b).

- REBELIÃO.

Jezabel é também sinônimo de rebelião contra Deus, pois foi ela juntamente com Acabe seu marido, quem instituiu o culto a Baal na nação de Israel e conduziu o povo pelo caminho da idolatria e rebelião conta Deus. Portanto, quem senta na mesa de Jezabel torna-se inimigo de Deus e também está debaixo de maldição.

- MENTIRA.

Naquela época, Jezabel era considerada por muitos como a "poderosa". O seu pedido era uma ordem, e tudo o que ela falava era como uma verdade infalível. Mas Jezabel não passava de uma farsa, uma verdadeira mentira em tudo que falava e praticava. Quem vive na pratica da mentira é filho do Diabo, porque ele é o pai da mentira (Jo.8.44). Fuja da mentira, deixe de ser participante da mesa de Jezabel e procure viver e andar no caminho da verdade que é Jesus Cristo. Ele disse: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida (Jo.14.6).

CONCLUSÃO:
A mesa de Jezabel é grande e está rodeada de crentes que negaram a fé e se comprometeram com o sistema de rebelião contra Deus. Muitos preferem ser tolerantes e terem amizade com os inimigos de Deus, para não perderem o cargo de funcionário público, nem as regalias que o rei lhe oferece. Mas Elias vem ai, ousado e usado por Deus para acabar com a mamata dos profetas de Baal e os de Azera e também destruir todos os sacerdotes do templo de Baal e seus adoradores.
Que Sejamos fiéis ao SENHOR, iguais aos sete mil remanescentes de Israel, que não dobraram os seus joelhos diante de Baal, e não o beijaram, nem comeram dos sacrifícios da idolatria (I Reis, 19.18). Infelizmente, ainda hoje, tem muitos crentes sentados na mesa de Jezabel. Mas o Espírito de Deus continua alertando: Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; por que que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel? E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus, e eles serão o meu povo. Pelo que saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; e não toqueis nada imundo, e eu vos receberei; e eu serei para vós Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-poderoso (II Co.6.14-18). Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário