quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

SALMOS 91 DE FORMA EXPOSITIVA.

Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará. Direi do SENHOR: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei (Sl.91.1,2).

Depois do salmo 23, o salmo 91 é o mais conhecido de todos. Este salmo, para muitos é tido como sinistro e até assustador pelas suas declarações. Muitos usam este salmo como amuleto, considerando que ele é o salmo mais poderoso da bíblia, e que sua leitura traz proteção e afasta o mal. Há pessoas que deixam a bíblia aberta neste salmo permanentemente, de dia e de noite, de maneira que a sua página chega a ficar amarelada e surja de poeira. Muitos acreditam que, por ser um salmo que tem fortes declarações espirituais, ele seja o mais poderoso. Todavia, é preciso entender que toda a palavra de Deus é poderosa e eficaz contra as forças do mal.

Particularidades do salmo 91. 
Este salmo no original do hebraico não tem título, e não está declarado o seu escritor, nem a data de sua composição. Os doutores judaico consideram ter sido escrito por Moisés, devido a muitas expressões similares as que ele escreveu no livro de deuteronômio. Todavia, não há absoluta certeza de sua autoria. Este é o único salmo que utiliza a expressão "El Elyon", Deus Altíssimo. Neste salmo Deus aparece como El Shaday, El Elyon e Yaveh, o SENHOR.

ENTENDENDO O SALMO 91 DE FORMA EXPOSITIVA.

*Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Onipotente descansará (vers.1).
Habitar, implica em dizer, aquele que vive na habitação do Altíssimo. Isto também significa dizer, aquele vive em comunhão com Deus.
Descansar à sombra do Onipotente, nos fala de conforto e segurança.

*Direi do SENHOR: Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza, e nele confiarei (vers.2).
Declarar que o SENHOR é o meu Deus, é tê-lo como prioridade acima de todas as coisas.
O meu refúgio.
Deus como nosso refúgio nos garante abrigo seguro diante das tempestades da vida.
Torre forte é o nome do SENHOR; para ela correrá o justo e estará em alto retiro (Pv.18.10).
A minha fortaleza.
Fortaleza nos fala de força, de proteção, de lugar seguro.
Nele confiarei.
Confiar em Deus é uma questão de fé. Deus conhece aqueles que confiam Nele. Assim está escrito: O SENHOR é bom, uma fortaleza no dia da angústia, e conhece os que confiam nele (Naum, 1.7).

* Porque ele te livrará do laço do passarinheiro e da peste perniciosa (vers.3).
O laço do passarinheiro.
O laço do passarinheiro, é uma armadilha bastante atrativa, feita pelo caçador de passarinhos, para pega-los desapercebidos. No sentido espiritual o laço do passarinheiro, são armadilhas feitas por Satanás para atrair e em seguida destruir os servos de Deus.
A peste perniciosa.
A peste é uma praga, uma epidemia. Perniciosa, significa mortal, nociva, destruidora.
Isto caracterizar uma ação do Diabo, que vem para matar, roubar e destruir.

* Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas estarás seguro; a sua verdade é escudo e broquel (vers.4).
Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas estarás seguro.
Isto nos fala de cuidado e proteção. Comparando o zelo e o cuidado que a galinha tem em proteger os seus pintinhos debaixo das suas asas para não serem devorados pelos predadores, assim é também o cuidado do Eterno em nos proteger dos ataques de Satanás.

A sua verdade é escudo e broquel.
A sua verdade, isto é, a palavra de Deus é escudo e broquel.
Broquel é um escudo pequeno que serve para defesa corporal numa luta corpo a corpo. Enquanto que o escudo propriamente dito, tem uma proporção maior que protege o guerreiro de ataques a longa distância. O broquel era usado tanto para se defender como para atacar. Assim é a palavra de Deus, a sua verdade nos defende e serve também para atacar nas batalhas da vida.

*Não temerás espanto noturno, nem seta que voe de dia, nem peste que ande na escuridão, nem mortandade que assole ao meio dia (vers.5,6).
Não temer espanto noturno, é não ter medo do terror que campeia a calada da noite, para perturbar e tirar a nossa paz.
A seta que voa de dia, são investidas do mal para nos causar danos, seja no nosso corpo, na nossa alma, e até na nossa mente.
Peste que ande na escuridão, são pragas diabólicas que se movem sorrateiramente nas trevas.
Nem mortandade que assole ao meio dia. Mortandade é o demônio da morte que devasta e dizima vidas que estão sem a proteção de Deus.

*Mil cairão ao teu lado, e dez mil, à tua direita, mas tu não serás atingido. Somente com os teus olhos olharás e verás a recompensa dos ímpios. Porque tu, ó SENHOR, és o meu refúgio! O Altíssimo é a tua habitação (vers.7,8,9).
Isto nos fala de livramento e proteção, quem tem o Altíssimo como seu refúgio e habitação, não será atingido pelo mal.
O ímpio tem uma falsa prosperidade, mas no final os olhos dos justos contemplará a retribuição destinada aos ímpios.
Os ímpios serão lançados no inferno e todas as gentes que se esquecem de Deus (Sl.9.17).

*Nenhum mal te sucederá, nem praga alguma chegará a tua tenda. Porque aos seus anjos dará ordem a teu respeito, para te guardarem em todos os teus caminhos; eles te sustentarão nas tuas mãos, para que não tropeces com o teu pé em pedra (vers.10,11,12).
O mal não alcançará e nem praga atingirá a nossa casa. Porque Deus dá ordem aos anjos para nos proteger. O anjo do SENHOR acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra (Sl.34.7).

*Pisarás o leão e a áspide; calcarás aos pés o filho do leão e a serpente (vers.13). 
No mundo natural é impossível uma pessoa enfrentar e pisar um leão, o mais feroz dos animais; bem como pisar na áspide, que é uma especie de cobra venenosa.
Pisarás o leão e a áspide; calcarás aos pés o filho do leão e a serpente, é uma expressão que confere autoridade sobre as forças do mal. Essa autoridade foi dada aos discípulos de Jesus, quando Ele disse: Eis que vos dou poder para pisar serpentes, e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum (Lc.10.19).

*Pois que tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei num alto retiro, porque conheceu o meu nome. Ele me invocará, e eu lhe responderei; estarei com ele na angústia; livrá-lo-ei e o glorificarei. Dar-lhe-ei abundância de dias e lhe mostrarei a minha salvação (vers.14,15,16).
Nestes versículos estão descritas algumas promessas para aqueles que amam ao SENHOR e o conhece. As promessas aqui dizem respeito a livramento, respostas as orações, socorro na adversidade, exaltação, longevidade e salvação revelada.

Conclusão:
Este salmo diz respeito aquele que procura viver em comunhão com Deus. Todas as promessas de proteção, livramento, longevidade, exaltação e salvação contidas neste salmo, só tem a sua eficacia na vida daquele que está habitando no esconderijo do Altíssimo.