sábado, 25 de dezembro de 2021

MÃOS CANSADAS E JOELHOS DESCONJUNTADOS.


Portanto, tornai a levantar as mãos cansadas e os joelhos desconjuntados, e fazei veredas direitas para os vossos pés, para que o que manqueja se não desvie inteiramente; antes, seja sarado (Hb.12.12,13).

O escritor aos hebreus após exortar os irmãos a aceitarem a correção do Senhor como disciplina aplicada de Pai para filho (vers.5-11), ele incentiva-os a manterem suas mãos levantadas, e os seus joelhos e plena atividade, mesmo que estejam com as mãos cansadas e os joelhos vacilantes. Isto significa dizer: Que devemos ser perseverantes até o fim da nossa jornada da fé.

MÃOS CANSADAS.

Tornar a levantar as mãos cansadas significa que, já um dia as mãos foram levantadas e agora estão caídas e cansadas por tantas lutas. Dificuldades e sofrimentos sempre haverá, mas quando buscamos forças em Deus, Ele nos fortalece e torna possível manter as nossas mãos levantadas e vitoriosos.

JOELHOS DESCONJUNTADOS.

Precisamos manter os nossos joelhos dobrados em oração, mesmo estando enfraquecidos e vacilantes; pois temos a certeza que a nossa oração não é vã diante de Deus.

VEREDAS DIREITAS.

Os nossos pés precisam andar em veredas direitas, o Senhor quer que andemos no caminho reto, no novo caminho que Ele nos preparou. Deus está a procura dos fiéis que andam no caminho reto: Os meus olhos procurarão os fiéis da terra, para que estejam comigo; o que anda num caminho reto, esse me servirá (Sl.101.6).

MANQUEJAR MAS NÃO SE DESVIAR.

As vezes ficamos vacilantes e podemos até manquejar no caminho, mas a nossa fé continua viva no Senhor que nos fortalecerá e não nos deixará desviar do bom caminho da fé.

SER SARADO.

Ser sarado ou curado, equivale dizer que, todas as feridas do passado que afligiram nossa alma, serão totalmente saradas e Deus nos concederá descanso e paz.

Todas estas recomendações devem ser praticadas, para que sejamos completos e maduros na vida cristã diante de Deus. Amém! 

sexta-feira, 24 de dezembro de 2021

GUERRA IDEOLÓGICA.


Uma guerra de ideologias vem sendo travada no mundo todo, trata-se de uma guerra secular e profana contra o espiritual e sagrado. As batalhas são reais e vem sendo travadas ao longo dos anos, essas batalhas vem assolando os corações dos homens em toda a terra e envolve todos os seguimentos da sociedade. Há uma força opositora que se levanta contra os princípios da Palavra de Deus tentando inverter os valores e transtornar a verdade. A grande estratégia de Satanás é convencer as pessoas que tudo é normal e que a verdade é relativa. Ele é mentiroso e homicida, a sua missão é roubar, matar e destruir. Mas Jesus veio para desfazer as obras do Diabo. As linhas de batalhas estão claramente traçadas, o mundo vem sendo influenciado, novos conceitos preconceitos vem sendo ditados como uma nova regra. Seremos como marionetes dominados por vãs filosofias ou resistiremos aos ataques defendendo os nossos princípios? A igreja do Senhor vem assolada e está travando uma guerra sem tréguas, esta guerra teve início no Éden com a mentira de Satanás, e terá o seu desfecho final no reinado de Jesus Cristo. 

A guerra é espiritual e ideológica, Satanás vem usando os seus adeptos ao longo dos anos na intenção de dominar e estabelecer a sua falsa doutrina. Satanás vem agindo como um saqueador de igrejas, sabendo que pouco tempo lhe resta para sua total derrota. Porém, o dono da igreja já previa tudo isso quando disse: Sobre esta Pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela (Mt.16.18). Jesus Cristo é a nossa Esperança. Amém!  

quinta-feira, 23 de dezembro de 2021

A GLÓRIA DO NATAL.

JESUS, o Emanuel veio na plenitude dos tempos para que se cumprisse tudo o que acerca dele estava escrito. Apenas o escritor Lucas nos relata a manifestação da glória de Deus no nascimento de JESUS. Assim ele descreve: Ora, havia, naquela mesma comarca, pastores que estavam no campo e guardavam durante as vigílias da noite o seu rebanho. 

E eis que um anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor. E o anjo lhes disse: Não temas, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo, pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos e deitado numa manjedoura.

E, no mesmo instante, apareceu com o anjo uma grande multidão dos exércitos celestiais, louvando a Deus e dizendo: Glória a Deus nas alturas, paz na terra, boa vontade para com os homens! (Lc.2.8-14).

E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade (Jo.1.14).

A glória do Natal não são as luzes que brilham e iluminam as casas e as cidades.

A glória do Natal não é o papai Noel que desce pela chaminé com a sacola cheia de presentes.

A glória do Natal não são os sinos que tinem a meia-noite.

A glória do Natal não são os enfeites que embelezam as casas e ambientes em geral.

A glória do Natal não são as mesas fartas cheias de gulosemas e bebidas. 

A glória do Natal não os presentes ofertado e trocados entre parentes e amigos.

A glória do Natal está na pessoas Augusta de Jesus Cristo, o Verbo que se fez carne e habitou entre nós, e a sua glória foi vista cheia de graça e de verdade. Ele sim, é a glória do próprio Deus que se manifestou trazendo salvação para todos os homens. Amém! 

AS SETE MANIFESTAÇÕES DA GLÓRIA DE JESUS.

1- A glória manifesta em seu nascimento (Lc.2.8-14).

2- A glória manifesta no seu batismo (Lc.3.21,22).

3- A glória manifesta em seu ministério (Jo.2.11).

4- A glória manifesta em sua morte (Lc.23.44-48).

5- A glória manifesta em sua ressurreição (Rm.8.11).

6- A glória na sua ascensão ao céu (Lc.24.50,51).

7- A glória se manifestará mais uma vez quando Ele voltar (At.1.9-11). 

Glória ao Rei Jesus nosso Senhor e Salvador. Amém! 

quarta-feira, 22 de dezembro de 2021

Blog Pregando a Verdade - A Serviço Do Reino De Deus.

 

OBRIGADO A TODOS!

Estamos comemorando mais de 4 milhões de visualizações.

Obrigado a todos os seguidores e simpatizantes que acessam o Blog Pregando a Verdade.

Pela graça de Deus, nosso Blog tem cerca de três mil visualizações diárias. Até o presente já temos 1038 postagens, 1161 comentários e 498 seguidores diretos.

O Blog Pregando a Verdade já registra 163 nações, algumas destas nos visitam diariamente, nos dando assim uma boa posição entre os melhores do Brasil.

O nosso propósito é Semear a Boa Palavra de Deus e Propagar o Reino de Deus em todas as nações.

Quero na oportunidade agradecer ao Espírito Santo pela iluminação e sabedoria que me concede, para que eu possa escrever sobre os mais diversos temas.

Continuem acessando, comentando e divulgando o Blog Pregando a Verdade.

Um abraço a todos, no amor de Cristo. 

domingo, 19 de dezembro de 2021

COMO PREPARAR UM SERMÃO EFICAZ.


Uma das maiores dificuldades dos pregadores muitas vezes é a falta de habilidade para preparação de um bom sermão para determinado tipo de público. Os sermões podem ser direcionados para vários tipos de públicos com objetivos a serem alcançados. O sermão pode ser: Evangelístico - Didático - Avivado. Um bom sermão é aquele que é desenvolvido através da oração com iluminação do Espírito Santo e pregado debaixo da unção do Espírito.

TRÊS TIPOS DE SERMÕES MAIS CONHECIDOS:

1- Temático.

Quando pregado sobre um tema, extraído a partir de um texto bíblico e este deve ser desenvolvido com citações bíblicas referentes ao tema.

2- Textual.

Quando desenvolvido basicamente dentro de um texto escolhido pelo pregador, extraindo lições do texto e utilizando tópicos coerentes ao texto em apreço.

3- Expositivo.

Quando o pregador tem o devido cuidado de expor o texto por completo de forma minuciosa com riquezas de detalhes. Isto requer um conhecimento mais aprofundado das Escrituras, para não correr o risco de adulterar o que realmente está escrito ou não ser incoerente com a intenção da ideia principal contida no texto.

SETE PASSOS PARA PREPARAÇÃO DO SERMÃO:

1- Oração.

2- Leitura da Palavra.

3- Dependência do Espírito Santo.

4- Escolher um texto simples.

5- Ler bons livros envolvendo dicionários e comentários bíblicos. 

6- Utilizar várias Bíblias com versões diferentes.

7- Escolher o tipo de sermão a ser pregado e para qual público.

AS PARTES PRATICAS DE UM SERMÃO:

1- Texto básico.

2- Introdução.

3- Desenvolvimento.

4- Conclusão.

Todo sermão deve ter: Inicio, meio e fim.

Todo sermão deve ser bíblico e cristocentrico.

Todo sermão deve ter efeito positivo, atingindo o objetivo para o qual foi pregado.

Não se preocupe em pregar um sermão explosivo na intenção de causar impacto, mas preocupe-se em pregar na orientação e unção do Espírito Santo. Amém! 

terça-feira, 14 de dezembro de 2021

OS IMPROVÁVEIS.


Aquele que se acha capaz, apto, preparado, capacitado e um provável candidato a ser escolhido, muitas vezes está redondamente enganado. A Seleção de Deus é diferente da seleção dos homens. Na lógica humana para se formar uma seleção escolhe-se os melhores e bem preparados. Mas na lógica de Deus escolhe-se os incapazes e improváveis candidatos. À luz da Bíblia, Deus nunca escolheu os capacitados, mas Ele capacitou os escolhidos. Deus é especialista em escolher e usar os improváveis. Muitos podem te olhar como um improvável, mas Deus te ver como um escolhido.  

DEUS ESCOLHE E USA OS IMPROVÁVEIS.

Nem sempre Deus usa as pessoas mais fortes, inteligentes ou famosas para fazer grandes obras. Na Bíblia vemos vários exemplos de pessoas falhas e imperfeitas sendo usadas grandemente por Deus. Se Deus usou essas pessoas que eram imperfeitas e até improváveis, não desista, Ele também pode usar você.

MOISÉS -

Moisés foi educado em toda a sabedoria dos egípcios e veio a ser poderoso em palavras e obras (At.7.22).

Moisés que era poderoso em palavra e obras, que havia sido instruindo em toda a sabedoria dos egípcios, que era um dos sucessores ao trono de Faraó, por ter cometido um assassinato fugiu para se refugiar no deserto e perdeu todas as suas prerrogativas. 

Moisés passou quarenta longos anos no deserto de Midiã como pastor de ovelhas, pastoreando as ovelhas do seu sogro Jetro. Moisés caiu no esquecimento do povo e ficou no anonimato. A sua rotina era caminhar no deserto subindo e descendo as colinas com as ovelhas que estavam ao seu cuidado. Para muitos Moisés era um improvável, ele jamais seria escolhido por Deus para ser o libertador do seu povo. Moisés já estava com quase 80 anos de idade, desesperançado, esquecido no deserto, onde pensava que ali terminaria os seus dias. Mas, Deus havia lhe reservado uma surpresa e foi exatamente em mais um dia de rotina quando ele pastoreava o rebanho de seu sogro Jetro, que era sacerdote de Midiã, lá no monte Horebe, quando o Anjo do SENHOR lhe apareceu numa chama de fogo que saia do meio de uma sarça e mudou rumo da sua história para sempre (Ex.3.1-5). 

Deus escolheu mais um improvável que estava no anonimato, esquecido no deserto de Midiã, cuidando das ovelhas do seu sogro. Sobre o improvável Moisés o texto sagrado diz: Este é o mesmo Moisés que tinham rejeitado com palavras: Quem o nomeou líder e juiz? Ele foi enviado pelo próprio Deus para ser líder e libertador deles, por meio do Anjo que lhe tinha aparecido na sarça (At.7.35). 

Aqui nós aprendemos que, quando Deus quer e determina alguém para cumprir o seu propósito, ninguém poderá impedir. Não se preocupe com quem te aceita ou deixa de aceitar, fique no deserto sendo treinado por Deus e no tempo de Deus ele te exaltará. Amém! 

CALEBE - (Js.14.6-15).

Quem disse que a carreira acaba aos 40? Aos olhos humanos Calebe era um improvável para continuar na batalha pelas conquistas. Ele tinha 85 anos quando entrou na terra prometida e conquistou as terras com as montanhas infestadas de gigantes. Nunca é tarde demais para fazer a obra de Deus. Por causa de sua fé em Deus, Calebe tinha sobrevivido aos 40 anos no deserto, depois do êxodo do Egito. Aos 85 anos, ele sentia tanto vigor como quando tinha 40 anos. Aos 85 anos ele conquistou o território de Hebrom, que ficou para seus descendentes. Com você não será diferente, o seu tempo não acabou, Deus ainda tem muitas conquistas a serem realizadas e você é o instrumento que Ele vai usa.

EÚDE - (Jz.3.12-30).

Eúde era um improvável aos olhos de muitos, ele não tinha perfil para ser um guerreiro libertador da nação de Israel. A única coisa que Eúde tinha de especial era o fato de ser canhoto. A Bíblia não fala que ele era muito forte, nem que fazia milagres, nem que tinha algum talento. Mas na sua simplicidade, ele fez uma pequena espada, que escondeu debaixo da roupa e, quando ninguém estava olhando, usou a mão esquerda para matar o líder dos moabitas, o opressores da nação de Israel.

Por vezes pensamos que não temos nada de especial. Não nos destacamos, não temos uma boa oratória, não temos títulos que nos destaque, não somos de famílias influentes, nem vivemos no meio das celebridades; por isso nos sentimos incapazes, sentimos que não podemos fazer nada importante. Mas isso não é impedimento para Deus! Quando Deus quer nos usar, não precisa de muitas coisa. Ele pode nos usar do jeito que nós somos.

JEFTÉ - (Jz.11-12).

Jefté, o gileadita, era um guerreiro valente. Sua mãe era uma prostituta; seu pai chamava-se Gileade. A mulher de Gileade também lhe deu filhos, que, quando já estavam grandes, expulsaram Jefté, dizendo: Você não vai receber nenhuma herança de nossa família, pois é filho de outra mulher. Então Jefté fugiu dos seus irmãos e se estabeleceu em Tobe. Ali um bando de vadios uniu-se a ele e o seguia (Jz.11.1-3).

JEFTÉ, cujo nome significa "aberto" ou "aquele que abre" , era um candidato improvável à liderança de Israel. Poderíamos chamar sua história de "A trajetória de um rejeitado à líder da nação". Era descendente da tribo de Manassés (I Cr.7.14-17), filho ilegítimo de Gileade com uma prostituta de nome ignorado. Jefté era gileadita em razão tanto do lugar onde havia nascido quanto o nome de seu pai. Mas, como filho de uma prostituta, também era um pária. Seus irmãos, os filhos legítimos de Gileade, o expulsaram da casa paterna e recusaram dividir a herança com o "bastardo" Jefté. Diante deste episódio de rejeição, Jefté fugiu para Tobe, uma terra distante, na Síria, onde se tornou conhecido por suas aventuras militares e se cercou de homens levianos (11.3). 

Quando os amonitas se recusaram a negociar e declararam guerra contra a nação de Israel, veio o Espírito do SENHOR e ungiu a Jefté (11.29), e ele liderou com uma força sobrenatural e feriu os amonitas e todos inimigos que lhe vieram de encontro. O texto sagrado não diz quantos homens acompanharam Jefté, mas essa informação não é essencial. O importante é que a presença e o poder do SENHOR estava sobre ele. Em resumo, quando Israel saiu para lutar contra os amonitas, o SENHOR os entregou nas mãos de Jefté (11.32). Ele conquistou vinte cidades, desde Aroer até as vizinhanças de Minite, chegando a Abel-Queramim. Assim os amonitas foram subjugados pelos israelitas (11.33). Uma campanha militar bem sucedida, Deus estava aprovando Jefté como juiz e líder da nação de Israel. 

Aqui nós aprendemos que, não adianta rejeitar, nem reprovar aquele que Deus já escolheu e vocacionou para fazer a sua obra. Para muitos Jefté não passava de filho ilegítimo de Gileade, um bastardo, filho de uma prostituta. Mas Deus usa as coisas fracas e desprezíveis para confundir as fortes e plausíveis. 

AMÓS -

E respondeu Amós e disse a Amazias: Eu não era profeta, nem filho de profeta, mas boieiro e cultivador de sicômoros. Mas o SENHOR me tirou de após o gado e o SENHOR me disse: Vai e profetiza ao meu povo Israel (Am.7.14,15).

Amós como homem do campo não pertencia a nenhum grupo de profetas, na sua declaração para o rei Amazias, ele estava querendo dizer que, era improvável ou impossível para muitos ele torna-se um profeta. Como homem do campo Amós cuidava de gado e trabalhava na colheita de figos. Ele era um homem do campo, sem instrução especial, nem família importante. Ele nem se considerava profeta mas Deus o chamou para proclamar sua mensagem ao povo de Israel.

Amós foi mais um improvável chamado por Deus. Ele foi corajoso e denunciou os abusos que aconteciam em Israel. Ele chamou o povo ao arrependimento e à justiça. Ele foi perseguido e desprezado mas não desistiu. Seu livro continua atual até hoje. Amós é a prova que não é preciso ter grande instrução nem um cargo importante para fazer a obra de Deus, porque quando Deus escolhe Ele capacita e enche do Espírito Santo.

ELISEU - (I Rs.19.19-21).

Eliseu teve uma chamada improvável aos olhos de muitos da sua época. Semelhante a Amós ele era um homem do campo que cuidava de bois e levava uma vida simples de um camponês. Eliseu não pertencia a nenhuma escola de profetas, ele não era filho de profeta nem discípulo do profeta Elias. Eliseu não tinha nenhum curriculum apresentável, nem ninguém para o apresentar para ser o profeta sucessor de Elias. Havia muitos profetas na sua época que concorria e almejava este cargo privilegiado de ser o sucessor de Elias. Para Eliseu e na visão dos filhos dos profetas, era impossível e improvável ele assumir tal função de profeta. Mas Deus é especialista em chamar os que não são para confundir os pensam que são. Por fim, aconteceu dentro da vontade de Deus, o que ninguém esperava, o improvável Eliseu é escolhido para ser o profeta sucessor de Elias. 

Não se preocupe com quem é ou deixa ser, porque o que Deus reservou para você vai acontecer e chegará em suas mãos sem esforço algum. Deixa alguém pensar e até julgar que você é um improvável, o importante é que Deus te ver como um escolhido que vai ser usado grandemente por Ele na obra. Amém! 

segunda-feira, 13 de dezembro de 2021

JESUS - O Destruidor da Morte.

Portanto, visto que os filhos são pessoas de carne e sangue, Ele também participou dessa condição humana, para que, por sua morte, derrotasse aquele que tem o poder da morte, isto é, o Diabo, e libertasse aqueles que durante toda a vida estiveram escravizados pelo medo da morte (Hb.2.14,15).

Jesus veio redimir a humanidade na mesma condição de humano, Ele teve que tomar sobre si a natureza humana, pois somente como ser humano Ele teria as qualificações para redimir a raça humana do poder de Satanás. Cristo morreu não apenas para remir a humanidade dos seus pecados, mas também para destruir o poder de Satanás sobre todos que ele mantinha como escravos, e para livrá-los do terror da morte. 

MORTE EM ADÃO, VIDA EM CRISTO.

Todavia, a morte reinou desde o tempo de Adão até o de Moisés, mesmo sobre aqueles que não cometeram pecado semelhante à transgressão de Adão, o qual era um tipo daquele que havia de vir (Rm.5.14). O comentário da Bíblia de Estudo Pentecostal diz: A raça humana experimentou a morte, não porque transgrediu a lei oral de Deus, como pena de morte, como no caso de Adão, mas porque os seres humanos realmente eram pecadores pela prática, bem como pela sua natureza e transgrediram a lei da consciência, escrita nos seus corações (pg.1706).

Paulo faz uma exposição sobre o pecado a partir do versículo 12 ao 21 e conclui dizendo: "Veio, porém, a lei para que a ofensa abundasse; mas onde o pecado abundou, superabundou a graça; para que, assim como o pecado reinou na morte, também a graça reinasse pela justiça para a vida, por Jesus Cristo, nosso Senhor (5.20,21). 

De Adão até Moisés passaram cerca de 2.500 anos, neste período a morte reinou com total domínio sobre a humanidade. Veio Jesus Cristo, o Destruidor da morte e promoveu vida para aqueles que crêem e lhe obedece. Em Adão todos morreram, em Cristo todos terão vida.

A MORTE FOI VENCIDA POR CRISTO.

A Morte foi vencida e o medo da morte foi retirado quando Cristo morreu e ressuscitou, Ele triunfou sobre ela. Ao entrar no reino da Morte após ressuscitar, nosso Senhor nos garante que, do mesmo Jeito que Ele ressuscitou, nós também ressuscitaremos e estaremos com o Senhor para glória de Deus Pai.

A história do “rei dos terrores” ainda estava para sofrer uma grande reviravolta em seu "Império do medo". Não havia ninguém capaz de vencer a morte, até que, veio Jesus Cristo para desferir um golpe na morte, pois ela não poderia vencê-lo. A religiosidade reinante da Mitologia grega naquela época, era a de que ninguém poderia entrar no reino dos mortos ou seja, nos domínios do deus HADES e voltar para contar a história. Há até relatos de cavernas onde pessoas teriam tentado escapar mas não conseguiram. O deus HADES foi vencidos pelo MAIS VALENTE, que chegou no seu reino e o destronou. Aleluia! Jesus Cristo, tirou a autoridade (as chaves) daquele que tinha poder sobre o império da morte e do inferno, a saber o Diabo. Jesus ao ressuscitar, triunfa sobre os domínios de HADES e declara: Sou Aquele que vive. Estive morto mas agora estou vivo para todo o sempre! E tenho as chaves da morte e do Hades! (Ap.1.18). Por isso, Jesus Cristo é o único que pode declarar com propriedade: "As portas do HADES (morte/inferno) não prevalecerão contra minha igreja". ALELUIA! 

CONCLUSÃO: 

A nossa grande esperança é que Jesus Cristo, o Conquistador da morte "entrou no território da morte" e a VENCEU. Também venceu o Diabo, aquele que impunha o medo da morte. Mediante a sua morte e ressurreição, Jesus Cristo venceu a Morte e o Diabo, depois da vitória ele declarou: Sou Aquele que vive. Estive morto mas agora estou vivo para todo o sempre! E tenho as chaves da morte e do inferno (Ap.1.18). Só dessa maneira ele libertaria aqueles que durante toda a vida estiveram escravizados por Satanás e com medo da morte. Jesus Cristo venceu a Morte e essa é nossa certeza de que assim como Ele venceu também nele venceremos. É essa certeza que faz o apóstolo Paulo glorificar a Deus em cântico dizendo: "Onde está, ó morte, a sua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão? (I Co.15.55). Ele conclui dizendo: O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. Mas graças a Deus, que nos dá a vitória por meio de nosso Senhor Jesus Cristo (15.56). Em Cristo somos vencedores! Aleluia!

domingo, 12 de dezembro de 2021

NÃO REMOVA OS MARCOS ANTIGOS.

 

Não mude de lugar os antigos marcos que limitaram as propriedades e que foram colocados por seus antepassados (Pv.22.28). NVI.

Marcos são limites postos para marcarem o final das terras de uma propriedade. Segundo a Lei, este princípio não deveria ser adulterado (Dt.19.14), pois quem o fizesse seria maldito. Maldito aquele que arrancar o termo do seu próximo! E todo o povo dirá: Amém! A Lei estabelecia regras e princípios que não deveriam ser quebrados, uma vez quebrados sofreria o dano. Vivemos em uma época de inovações e modismos praticados por muitas igrejas para atrair e distrair o povo, mas não tem respaldo bíblico, são remoção dos marcos estabelecidos pela Palavra de Deus. Muitos não respeitam o sagrado e sem temor a Deus, quebram princípios, removem os marcos e desprezam os ditames da Palavra de Deus. Consequentemente, estamos vendo muitos cristãos mundanos, frios espiritualmente, movidos pelo culto das emoções, sem a presença e sem a glória de Deus na vida. Muitos estão querendo "atualizar a Bíblia", mas a Palavra de Deus se renova a cada dia; ela é mais atual do que o jornal de amanhã. Não adianta alguém querer remover os marcos que estão estabelecidos na Palavra de Deus. Onde está dito não é NÃO, e ponto final.

DEZ PRINCÍPIOS QUE NÃO DEVEM SER QUEBRADOS:

1- Não entristeçam o Espírito Santo de Deus... (Ef.4.30).

2- Não apaguem o Espírito (I Ts.5.19).

3- Não desprezeis as profecias (I Ts.5.20).

4- Não deis lugar ao diabo (Ef.4.27).

5- Não vos façais, pois, idólatras... (I Co.10.7).

6- Não participem das obras infrutíferas das trevas... (Ef.5.11).

7- Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinage... (Ef.5.18).

8- Não andem ansiosos por coisa alguma... (Fp.4.6).

9- Não se deixem vencer pelo mal, mas vençam o mal com o bem (Rm.12.21).

10- Não deixemos de reunir-nos como igreja... (Hb.10.25).

Remover os marcos antigos resulta em atrair maldição. É melhor obedecer e viver no limite da Palavra de Deus, do que remover os marcos antigos e viver perturbado debaixo de maldição.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2021

Jesus Cristo - O Amém.

 

Ao anjo da igreja em Laodiceia escreva: "Estas são as palavras do Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o soberano da criação de Deus (Ap.3.14). NVI

Amém é uma palavra que tem origem no hebraico e encontra-se no texto sagrado cerca de 56 vezes. Amém, geralmente é uma palavra conhecida com o significado de "assim seja". Todavia, este termo tem um significado mais abrangente quando tem relação direta com Jesus. Amém significa dizer, aquele que é fiel e verdadeiro, digno de aceitação. Jesus é o Amém sobre o qual está firmada e confirmada todas as promessas de Deus. O apóstolo Paulo diz: Pois quantas forem as promessas feitas por Deus, tantas têm em Cristo o "sim". Por isso, por meio dele, o "Amém" é pronunciado por nós para glória de Deus (II Co.1.20). O Amém afirma e confirma todas as promessas de Deus em nossa vida. Deus é fiel em todas as suas promessas, e quando nós pronunciamos o Amém em nome de Cristo, temos a certeza que todas as suas promessas irão nos alcançar. Amém!

Amém é uma afirmação do que é verdadeiro, louvável, aplausível, aceitável, digno de confiança. 

domingo, 5 de dezembro de 2021

RESISTINDO ATÉ O SANGUE.

Lembrai-vos, porém, dos dias passados, em que, depois de serdes iluminados, suportastes grande combate de aflições. Ainda não resististe até ao sangue, combatendo contra o pecado (Hb.10.32; 12.4). ARC.

Lembrem-se dos primeiros dias, depois que vocês foram iluminados, quando suportaram muita luta e muito sofrimento. Na luta contra o pecado, vocês ainda não resistiram até o ponto de derramar o próprio sangue (Hb.10.32; 12.4). NVI.

O escritor aos hebreus traz a lembrança os dias difíceis em que os cristãos enfrentaram oposições e perseguições, ao ponto de serem humilhados e expostos publicamente. Diante de tais sofrimentos, ele incentiva os cristãos judeus a permanecerem na fé, mesmo diante das oposições e perseguições públicas. Na luta contra o pecado, Jesus Cristo, nosso precursor, chegou ao ponto de derramar o seu sangue, vencendo o pecado e nos trazendo libertação. A carreira que nos está proposta deve ser percorrida com perseverança. Os cristãos devem ser disciplinados e seguir os passos de Cristo, que preparou o caminho para os participantes suportarem oposições e hostilidades por causa da fé e se possível chegar ao ponto de derramar o próprio sangue. Na luta contra o pecado, é preferível não ceder e resistir ao ponto de derramar o próprio sangue, do que ceder, abrindo mão de receber a coroa da vida. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida (Ap.2.10). 

Muitos cristãos na atualidade preferem viver um evangelho sem cruz, sem sofrimento, sem renúncia e sem resistência e oposição ao pecado. Mas, o verdadeiro cristão que segue os passos de Jesus, sofre retaliações e perseguições por fazer oposição ao pecado. Combater contra o pecado é papel da igreja, se a igreja do Senhor não combater contra o pecado, quem irá combater? É preciso entender que a igreja está em posição de ataque, conforme Jesus falou: ... edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela (Mt.16.18). Os cristãos primitivos eram conscientes de que viver a fé em Cristo, implicava em sofrer oposições, perseguições e sofrimentos, ao ponto de derramar o próprio sangue. Em outras palavras, o escritor aos cristãos hebreus, estava dizendo: Mesmo já tendo sofrido oposições e perseguições, vocês ainda não chegaram ao extremo na luta contra o pecado, ao ponto de derramar o próprio sangue. Este é o grande desafio da verdadeira fé em Cristo Jesus, nosso Senhor e Salvador. Amém! 

O verdadeiro cristãos não foi chamado para tolerar, dissimular e aplaudir o pecado, mas para combater o pecado.  

sexta-feira, 3 de dezembro de 2021

BESTA - Semelhante ao Leopardo.

 

E a besta que vi era semelhante ao leopardo, e os seus pés, como os de urso, e a sua boca, como a de leão; e o dragão deu-lhe o seu poder, e o seu trono, e grande poderio (Ap.13.2).

“Guardião da Paz e Segurança Internacional” representado por um animal alado é o novo monumento na praça das Nações Unidas em Nova York. Este "Guardião da paz" é uma figura simbólica da Besta que é descrita no livro de Apocalipse capítulo 13, profetizada para os tempos do fim. 
Donald C. Stamps, o comentarista da Bíblia de Estudo Pentecostal, diz: Esta besta é uma pessoa cruel como uma fera, que conseguirá o domínio político e religioso do mundo (Ap.17.13; Dn.7.4-6; 8.25; 9.27). É chamado "homem do pecado", em II Ts.2.3,4 e o "anticristo" em II Jo.2.18 ("anti" quer dizer "em lugar de"; assim sendo, o anticristo afirmará ser o Cristo verdadeiro, ou o Messias verdadeiro, ler Mt.24.24,25; II Ts.2.3,4). Ele fará uma aliança com a nação de Israel (Dn.9.27), por um período de sete anos e na metade destes sete anos, quebrará a aliança. (BEP pg.1999).

Conforme a profecia referente aos quatro cavaleiros do Apocalipse, ele virá montado em um cavalo branco anunciando uma falsa paz mundial (Ap.6.2). Paz e Segurança será o slogan do governo do anticristo, ele propagará um governo de paz e segurança ao mundo e todos os seus aliados o aplaudirão. Neste intervalo de tempo, já próximo ao Dia do Senhor, todos serão surpreendidos. Paulo diz: Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então, lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida; e de modo nenhum escaparão (I Ts.5.3). 

QUAL A RELAÇÃO DESTE MONUMENTO DA ONU COM A BESTA DO APOCALIPSE? 

Para o missionário Chileno Vergara, o momento pode ser um dos “sinais do anticristo” citados em Apocalipse 13:2. 
“Que loucura, porém não é coincidência! E está acontecendo agora, na frente de seus olhos. O anticristo já tem uma cadeira dentro da ONU. Já já ele se manifesta oferecendo PAZ ao mundo! Se não acredita, aguarde! E aí, ainda duvida que Cristo está às portas?”, questionou em publicação no Instagram.

Fonte: https://www.guiame.com.br/gospel/noticias/monumento-da-onu-gera-discussao-por-semelhanca-com-besta-de-apocalipse.html?

Finalizo dizendo: O mundo está marchando para uma convulsão social e um caos total. É nesse contexto que surgirá um homem muito inteligente, com respostas inteligentes e prometendo soluções práticas para todos os problemas, esse homem é o anticristo. Convém dizer que, a iniquidade vem crescendo assustadoramente em todo o mundo. A imaginação do homem é pródiga em descobrir novas fórmulas de se tornar mais indigno, mais impuro, imoral, cruel e depravado. A plataforma para o reinado do anticristo já está pronta, falta apenas ele se manifestar. Enquanto o mundo se prepara para receber o anticristo, a igreja está preparada para a volta de CRISTO. Amém! 

Não estou afirmando literalmente que esta imagem seria a besta de Apocalipse, e sim o contexto na qual está inserido o seu significado para a ONU, "Paz e segurança", "Guardião da paz". Vale lembrar que o próprio símbolo da ONU, "Paz e segurança"  é um prenúncio da vinda de Cristo. Ao que diz a Bíblia: Quando disserem: "Paz e segurança", a destruição virá sobre eles de repente, como as dores de parto à mulher grávida; e de modo nenhum escaparão (I Ts.5.3). Portanto, vigiemos porque o Rei está voltando! 

quarta-feira, 1 de dezembro de 2021

JESUS - O Líder a Ser Seguido.

 

E seguia-o uma grande multidão da Galileia, de Decápolis, de Jerusalém, da Judeia e dalém do Jordão (Mt.4.25). E grande multidão o seguia, porque via os sinais que operava sobre os enfermos (Jo.6.2).

Jesus tornou-se famoso e conhecido devido aos seus grandes feitos, consequentemente grande multidão o seguia. Cada grupo de seguidores tinha seus motivos por o seguirem. Uns seguiam a Jesus pela curiosidade de ver milagres, outros em busca de saciar sua fome física, outros mal intencionados para pegá-lo em contradição nos seus discursos. Na verdade a grande maioria dos seguidores não seguiam a Jesus por amor, na intenção de ver, aprender e saciar sua sede espiritual. Hoje não é diferente, muitos dos que se dizem seguidores de Jesus, o fazem por puro interesse e formalidade. Porém, há um grupo de seguidores sinceros e verdadeiros que seguem o Mestre por amor e total devoção. 

Com o advento da Internet e das redes sociais, o termo "SEGUIR" tornou-se popular e muitos tornaram-se celebridades virtuais por serem seguidos por milhões de pessoas. Mas, seguir o Líder Jesus Cristo, é a melhor escolha para humanidade perdida. 

SEGUE O LÍDER.

O Líder que nunca perde nem empata, só ganha.

O Líder que nunca pediu revanche, Ele nunca perdeu.

O Líder que nunca muda.

O Líder que nunca falha.

O Líder que nunca nos decepciona.

O Líder que abalou o inferno e destronou Satanás.

O Líder que pagou a nossa dívida e nos deu acesso direto ao Pai.

O Líder que conquistou a nossa salvação e nos garante vida eterna.

O Líder que quebrou todas as correntes e grilhões e nos libertou.

O Líder que venceu a morte, tomou a chave do inferno e pisou na cabeça de Satanás.

O Líder que ressuscitou dos mortos e é Senhor e Salvador de todos os que crêem.

O Líder que é Profeta, Sacerdote, Rei e Juiz. 

O Líder que ascendeu ao céu e breve voltará.

Segue o Líder Jesus Cristo - Ele é o Caminho, a Verdade e a Vida (Jo.14.6). Amém!