domingo, 15 de abril de 2018

O REINO, O PODER E A GLÓRIA.

... Porque teu é o Reino, e o Poder, e a Glória, para sempre. Amém! (Mateus, 6.13).

Jesus ensinando os seus discípulos a orar, ele termina a oração declarando três coisas que pertencem única e exclusivamente a Deus: O Reino, o Poder e a Glória. Nesta declaração, Jesus deixou claro que o total domínio, autoridade e soberania pertencem unicamente a Deus. Ninguém pode reinar acima de Deus, pois Ele é o SENHOR. ninguém tem poder igual a Deus, pois Ele é a fonte do poder. Os homens tem força, só Deus é poder. Ninguém poderá ter, nem tomar a glória de Deus para si, pois a sua soberania é única. Ele declarou: Eu sou o SENHOR; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor, às imagens de esculturas (Isaías, 42.8). Todos que intentaram tomar a glória de Deus para si, foram abatidos.

O REINO.

Reino, fala de domínio, quem reina está no controle, e domina sobre todos, e quem tem total domínio sobre tudo é DEUS. Ele é o Soberano dos reis da terra. Ele está entronizado e reina acima de todos os reinos dos homens. Ele é o Senhor e Dominador de todas as nações. Ele está no controle de tudo. Ele está no começo, no meio e no fim da história. A sua palavra nos diz: O SENHOR reina; tremam as nações. Ele está entronizado entre os querubins; comova-se a terra (Salmos, 99.1).

O PODER.

Poder é o que todos querem e lutam para obter. Na verdade, o mundo gira em torno do poder. O homem na sua vaidade, ele quer ter poder, ele busca destaque, ele quer ser o centro das atenções e gosta de ser ovacionado e aplaudido por todos. Porém, está escrito que o poder pertence a Deus. Uma coisa disse Deus, duas vezes a ouvi; que o poder pertence a Deus (Salmos, 62.11). Ele é a fonte, Ele é o próprio Poder. Há uma frase que diz: "No mundo tudo é força, só Deus é poder".

A GLÓRIA.

Glória fala de supremacia, de grandeza e soberania. Neste sentido, a glória pertence exclusivamente a Deus. Os homens podem até ter glória, mas a glória dos homens é efêmera, limitada e terrena. Porém, a glória de Deus, é permanente, ilimitada e eterna.
Ninguém pode tomar a glória de Deus para si. A sua glória Ele não dá a ninguém.
Eu sou o SENHOR; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor, às imagens de esculturas (Isaías, 42.8).
Quando o rei Nabucodonosor intentou tomar a glória de Deus para si, ele foi abatido e humilhado. Passou a viver como animal, até que reconheceu a soberania de Deus (Daniel, 4.29-37).
O rei Herodes, vestiu as vestes real, assentou-se no seu trono e fez um discurso para o povo. Herodes era idolatrado e reverenciado pelo povo, como se fosse deus. Enquanto ele falava o povo exclamava: É a voz de um deus e não de um homem que nos fala. Ele aceitou e tomou para si esta glória, e como consequência, foi ferido pelo anjo e em seguida comido pelos bichos.
Diz o texto sagrado: Herodes estava tomado de ira contra o povo de Tiro e Sidom; todavia, eles haviam promovido uma reunião e buscavam uma maneira de serem recebidos em audiência por ele. Havendo conquistado o apoio de Blasto, homem de confiança do rei, pediram paz, pois dependiam das terras do rei para obter o alimento de suas famílias. Assim, no dia marcado, Herodes, vestindo trajes majestosos, assentou-se no seu trono e proclamou um discurso ao povo. Então, a multidão começou a gritar: “Eis que é um deus e não um simples mortal que nos fala!” Mas, considerando que Herodes não ofereceu glória a Deus, no mesmo instante um anjo do Senhor o feriu, e ele morreu comido de vermes (Atos, 12.20-23).
Portanto, ninguém se atreva a tomar a glória de Deus para si, a glória é exclusivamente Dele.
A Deus seja a glória, a honra, o louvor e adoração. Para todo sempre. Amém!