domingo, 17 de maio de 2020

A Voz Que Clama No Deserto.

E este é o testemunho de João, quando os judeus mandaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para lhe perguntarem: Quem és tu? E confessou e não negou: Eu não sou o Cristo. E perguntaram-lhe: Então, quem és, pois? Es tu Elias? E disse: Não sou. És tu o profeta? E respondeu: Não. Disseram-lhe, pois: Quem és, para que demos resposta àqueles que nos enviaram? Que dizes de ti mesmo? João respondeu: "Eu sou a voz do que clama no deserto"... (Jo.1.19-23).

Havia entre os judeus uma preocupação em relação a pessoa de João Batista. João, o discípulo amado, nos traz um relato acerca de João Batista e diz que, os judeus mandaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para lhe perguntarem acerca de sua pessoa. Eles perguntaram: Quem és tu? João respondeu: "Eu não sou o Cristo". Não satisfeitos com a reposta, eles insistem em perguntar: Es tu Elias? Ele disse: Não. Es tu o profeta? E responde: Não. Desesperados, querendo uma resposta que identificasse a pessoa de João Batista, eles insistem e perguntam mais uma vez: Quem és, para que demos resposta àqueles que nos enviaram? Que diz você acerca de si mesmo? Finalmente, João respondeu com as palavras do profeta Isaías: "Eu sou a voz do que clama no deserto". Nesta declaração de João Batista, se cumpri a profecia de Isaías 40.3.

Onde Estão os João Batista do Século XXI? 

Na atualidade, os João Batista somos nós, nós somos a voz do que clama no deserto. Nós somos responsáveis para indicar e conduzir as pessoas para o Caminho, que é Cristo. Assim como João teve a missão de preparar o caminho do Senhor, nós temos também a missão de anunciar o caminho de Cristo. Qual tem sido a nossa atitude diante das pessoas que não conhecem o Caminho que é Cristo? Será que o nosso testemunho de vida tem atraído as pessoas? Será que as pessoas podem ir atrás de você para conhecer a Cristo, como iam atrás de João Batista? Um detalhe, João Batista pregava no deserto, e as pessoas saiam das cidades e iam até o deserto para ouvir a palavra de Deus da boca de João. Ele tinha algo diferente que atraia as multidões. Será que as pessoas tem visto algo diferente em você? Você tem sido um exemplo de vida, ao ponto de atrair pessoas de vários lugares (trabalho, escola, faculdade, igrejas, familiares, etc), para lhe ouvir falar do amor de Cristo? Será que suas atitudes tem falado mais alto do que suas palavras? Será que você é a Bíblia que seus amigos, amigas e famílias não leem? Suas palavras correspondem ao que você vive ou pratica? O mundo espera ver algo diferente em nós, os cristãos, algo que o mundo não tem para oferecer: A paz, a fé, a alegria, o amor, a esperança, toda diferença em Cristo.

Observe que, da mesma forma que nós podemos preparar e abrir o Caminho de Cristo para as pessoas, podemos também fechar. Através do nosso comportamentos, atitudes e testemunho as pessoas podem ser atraídas para Cristo, ou não. Como você tem andado no Caminho de Cristo? Que tipo de evangelho você tem vivido e pregado? O seu caráter como cristão faz as pessoas acreditarem que você é um verdeiro discípulo de Cristo, ou a sua vida serve de escândalo e tropeço para afastarem as pessoas de aceitarem a Cristo como Salvador? Não afaste as pessoas de Cristo por causa do seu mal testemunho, não feche o Caminho de Cristo para as pessoas, antes mostre a luz de Cristo em sua vida. Viva o evangelho de verdade e seja um arauto da fé, proclame o caminho da salvação para os perdidos.

Na verdade, este mundo é um Deserto cheio de ilusões, onde as pessoas estão cansadas, oprimidas, necessitando de ajuda, de alguém para socorrer e lhe tirar deste lugar inóspito e sombrio. Você, eu, nós somos as vozes que clama neste deserto (mundo de pecados), sejamos um João Batista em pleno século XXI, "uma voz que clama no Deserto". Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário