domingo, 15 de outubro de 2017

QUATRO PALAVRAS DE DIFÍCIL ACEITAÇÃO.

Ainda não resististe ao sangue, combatendo contra o pecado. E já vos esquecestes da exortação que argumenta convosco como filhos: Filho meu, não desprezes a correção do Senhor e não desmaieis quando, por ele, fores repreendido; porque o Senhor corrige o que ama e açoita a qualquer que recebe por filho. Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque que filho há a quem o pai não corrija? Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois, então, bastardos e não filhos (Hebreus, 12.4-8).

No mundo de palavras em que vivemos, muitas são as palavras e expressões que podem entristecer ou alegrar o coração das pessoas. As palavras muitas vezes servem de remédio para alma, mas também podem matar. As palavras de auto-ajuda são muitas vezes as mais usadas pelos pregadores, principalmente nas postagens das redes sociais. Todavia, não devemos esquecer que, as palavras de exortação, correção e repreensão são de grande importância para o nosso aprendizado e crescimento.

EXORTAÇÃO.

Ato de exortar. Admoestação, advertência, conselho.
Tem muitas pessoas que gostam de exortar as outras, fazem um longo discurso de palavras e chegam até a humilhar a outra; mas, não aceitam serem exortadas. Muitos dizem: Eu sou dono da minha vida, e sei bem o que faço, não preciso de conselhos de ninguém. A verdade é que, esta atual geração, não querem mais ouvir conselhos dos seus pais. Mas, há um ditado que: Quem não ouve conselhos de pai e mãe, rara vezes acerta. Na verdade, todo o bom conselho deve ser acatado e posto em pratica.
Está escrito: Não havendo sabia direção, o povo padece, mas, na multidão de conselheiros, há segurança (Pv.11.14).
Todos os cristãos verdadeiros, devem ser flexíveis a exortação, principalmente, vindo da parte de Deus e da sua palavra.

CORREÇÃO.

Correção, é o ato de corrigir o que está errado.
Vivemos em uma sociedade anarquista, que não aceita ser corrigida. Muitas pessoas vivem de forma absoluta, criam o seu modo de vida e querem viver do seu jeito, ao seu bel-prazer.
Como pode um povo, uma nação, uma sociedade em geral, viver de forma anarquista, incorreta e fora da lei, e não aceitar ser corrigida.
No mundo cristão, a correção deve ser exercitada, praticada e aceita pelos verdadeiros cristãos.
Na verdade toda correção muitas vezes não é bem aceita, muitas vezes vem de encontro a nossa vontade. Porém, depois de passarmos pela experiência, será de grande proveito. Assim está escrito: E, na verdade, toda correção, no presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas, depois, produz um fruto pacífico de justiça nos exercitados por ela (Hb.12.11).

REPREENSÃO.

Repreensão, é o ato ou efeito de repreender, censurar, admoestar.
Esta é mais uma palavra difícil de ser aceita por muitos que não gostam de serem repreendidos, mesmo sendo repreensíveis, por suas atitudes erradas.
O amigo não é aquele que encobre os erros do outro e procura dissimular. Amigo é aquele que ver o errado e repreende. Quem ama não encobre, nem dissimula o errado, mas censura e repreende.
Está escrito: Melhor é a repreensão aberta do que o amor encoberto (Pv.27.5).
Porque o SENHOR repreende aquele a quem ama, assim como o pai, ao filho a quem quer bem (Pv.3.12).

DISCIPLINA.

Segundo o dicionário de Aurélio, disciplina é um conjunto de leis ou ordem que regem uma coletividade. Implicando em: Boa ordem e respeito. Submissão e obediência. Instrução e educação.
Nenhuma organização social poderá viver sem disciplina. A disciplina serve de base para formação do caráter de uma pessoa. A igreja do Senhor deve ser exemplo de uma vida disciplinada, tanto no âmbito social, quanto no espiritual, pela palavra de Deus.
Ser cristão e viver sem disciplina, é não ser tratado por filho, e sim como bastardo. Assim está escrito: Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois, então, bastardos e não filhos (Hb.12.8). Todo o cristão que aceita ser corrigido e vive uma vida disciplinada, será bem sucedido. Amém!

Um comentário: