quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

QUEM SÃO AS DUAS TESTEMUNHAS?

E darei poder às minhas duas testemunhas, e profetizarão por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de pano de saco. Estas são as duas oliveiras e os dois castiçais que estão diante do Deus da terra (Ap.11.3,4).

Muitos acreditam e ensinam que essas duas testemunhas que aparecerá no período da grande tribulação, são Moisés e Elias, pelo fato de terem aparecido juntos com Jesus no monte da transfiguração (Mt.17.1-6). Um outro argumento é porque eles ordenaram no passado as mesmas pragas que acontecerão na grande tribulação. Todavia, não podemos crer nem aceitar que um deles seja Moisés, mesmo que Moisés tenha feito os mesmos sinais no Egito e tenha aparecido junto de Jesus na sua transfiguração. Pelo simples fato, Moisés morreu (Deut.34.7,8). Em apocalipse, 11.7 está escrito que as duas testemunhas serão mortas. Portanto Moisés não poderia nascer e morrer duas vezes. A palavra de Deus nos diz: E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo, depois disso, o juízo (Hb.9.27).

UMA RESPOSTA À LUZ DA BÍBLIA.

Em Apocalipse, 11.4. O anjo diz a João que as duas testemunhas são as duas oliveiras e os dois castiçais que estão diante do trono de Deus. Em referência a essas duas oliveiras, o profeta Zacarias em sua quinta visão ele vê duas oliveiras (Zc.4.3,4) e pergunta ao anjo: Quem são as duas oliveiras à direita do castiçal e à sua esquerda? Então, ele disse: Estes são os dois ungidos, que estão diante do Senhor de toda a terra (Zc.4.11-14).
Elias e Enoque foram os únicos homens que não morreram, mas foram arrebatados ao céu vivos. Leia: Gênesis, 5.24; Hebreus, 11.5 e II Reis, 2.11. Eles que estão diante de Deus sem terem experimentado a morte, irão voltar à terra como testemunhas do Senhor para falar aos homens, no período da grande tribulação. Depois de haverem cumprido a missão, serão mortos para em seguida ressuscitarem e subirem ao céu (Ap.11.7-12).
Portanto, fica subentendido que as duas testemunhas do Apocalipse serão Elias e Enoque. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário