quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

ARMAGEDOM. A Batalha Final.

E os congregaram no lugar que em hebreu se chama Armagedom (Apocalipse, 16.16).
A batalha do Armagedom é um evento escatológico que vai acontecer no final da Grande Tribulação. Nesta ocasião se reunirá no vale do Armagedom, os exércitos das nações, que estarão aliadas ao governo do Anticristo e do Falso profeta. Segundo a profecia bíblica, o Anticristo e os reis da terra, e os seus exércitos se reunirão, para fazerem guerra ao Rei dos reis e Senhor dos senhores, Jesus Cristo; que na ocasião virá em glória, assentado sobre um cavalo e junto com Ele o seu exército (Ap.19.19).
A expressão hebraica Har Meggido, corresponde a "colina de Megido", é traduzida no livro de Apocalipse, 16.16, pelo nome "Armagedom". Esta colina se ergue na planície de Esdralom, que é também conhecida como o vale de Jazreel (Jz.6.33; Os.1.5). O profeta Joel chama de vale de Josafá ou vale da decisão (Joel, 3.2,14). Esse é um local histórico de grande orgulho nacional para a nação de Israel. Armagedom foi palco de grandes vitórias para Israel. A expressão Armagedom é mais que uma localização geográfica, é símbolo mundial da derradeira batalha do povo de Deus contra as forças de Satanás.
A VINDA DE JESUS EM GLÓRIA PARA LIVRAR A ISRAEL.
A vinda de Jesus em glória, é um evento escatológico que acontecerá na batalha do armagedom e culminará com a derrota do Anticristo e do falso profeta. No final da grande da grande tribulação as nações aliadas ao Anticristo arregimentarão seus exércitos e virão de encontro a nação de Israel para fazerem um total extermínio ao povo judeu. Todavia, a profecia bíblica terá o seu real cumprimento para a nação de Israel. No momento de angústia e aperto para Israel, quando eles se virem cercados, em um beco sem saídas, de repente, Jesus aparecerá em glória, acompanhado com seu grande exército (a igreja). Enoque teve esta visão e profetizou: E destes profetizou também Enoque, o sétimo depois de Adão, dizendo: Eis que é vindo o Senhor com milhares de seus santos, para fazer juízo contra todos e condenar dentre eles todos os ímpios, por todas as suas obras de impiedade que impiamente cometeram e por todas as duras palavras que ímpios pecadores disseram contra ele (Judas, 14,15). No livro do profeta Zacarias, nos capítulos 12-14, o profeta fala com muita clareza a respeito desde grande evento que acontecerá no vale do Armagedom.
Vitória de Cristo Sobre o Dragão, Sobre a Besta e Sobre o Falso Profeta. 
E da boca do dragão, e da boca da besta, e da boca do falso profeta vi saírem três espíritos imundos, semelhantes a rãs, porque são espíritos de demônios, que fazem prodígios; os quais vão ao encontro dos reis de todo o mundo para os congregar para a batalha, naquele grande Dia do Deus Todo-poderoso. E os congregaram no lugar que em hebreu se chama Armagedom (Ap.16.13,14,16).
Então, olhei e eis que vi os céus abertos, e diante de mim um cavalo branco, cujo cavaleiro se chama Fiel e Verdadeiro. Ele é responsável por julgar e guerrear com justiça. Seus olhos são como chamas vivas de fogo, e em sua cabeça há muitas coroas e um Nome escrito que somente Ele conhece. Estava vestido com um manto salpicado de sangue, e seu Nome é Palavra de Deus. Os exércitos dos céus o seguiam, vestidos de linho fino, alvo e puro, montados em cavalos brancos. Uma espada afiada saía-lhe da boca para ferir com ela as nações. Ele as regerá com cetro de ferro; e Ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho da justa ira de Deus Todo-Poderoso. Em seu manto, sobre a coxa, traz escrito este nome: REI DOS REIS E SENHOR DOS SENHORES.
Avistei um outro anjo que se colocou em pé no sol, e que clamava em alta voz a todas as aves que estavam em pleno vôo pelo meio do céu: “Vinde, ajuntai-vos para a grande ceia provida por Deus, a fim de comerdes a carne de reis, de comandantes, de poderosos, de cavalos e de seus cavaleiros, pequenos e grandes.
Nesse momento, vi a Besta, os reis da terra e os seus exércitos reunidos para guerrearem contra Aquele que está montado no cavalo e contra o seu exército.
No entanto, a Besta foi presa, e com ela o Falso profeta que havia realizado grandes sinais miraculosos em nome dela, por intermédio dos quais ele havia enganado todos os que receberam a marca da Besta e adoraram a sua imagem. Os dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre. Todos os demais foram mortos com a espada que saía da boca daquele que está montado no cavalo. E todas as aves se fartaram com a carne deles (Ap.19.11-21).

E vi descer do céu um anjo que tinha a chave do abismo e uma grande cadeia na sua mão. Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos. E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que não mais engane as nações, até que os mil anos se acabem. E depois importa que seja solto por um pouco de tempo (Ap.20.1-3). 
Após Jesus derrotar o dragão, o anticristo, o falso profeta e todos os exércitos das nações, Ele julgará as nações e estabelecerá o Milênio, onde o mundo gozará uma paz universal durante mil anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário