domingo, 13 de maio de 2018

AS QUATRO TÚNICAS DE JOSÉ.


E Israel amava a José mais do que a todos os seus filhos, porque era filho da sua velhice; e mandou fazer-lhe uma túnica de várias cores (Gênesis, 37.3).

A história de José é uma das mais lindas e conhecida na bíblia sagrada. Segundo os eruditos José é o mais perfeito tipo de Cristo; ele é símbolo de pureza e lealdade. José viveu uma adolescência e juventude muito tumultuada, ele com a idade de dezessete anos já era aborrecido e invejado por seus irmãos. José sofreu muitas provações, mas devido a sua obediência e fidelidade a Deus ele conseguiu superar e vencer.

A TÚNICA DO AMOR.

Israel demonstrou seu amor por José dando-lhe uma túnica colorida de mangas cumpridas. A parti de então, as coisas começaram a desandar para José. Jacó agiu de forma natural e demonstrou abertamente seu favoritismo por José, e, com isso criou um ambiente propício para a inveja. Depois disso os irmãos de José passaram a lhe odiar tanto, que não conseguiam lhe dizer uma palavra de forma pacífica (37.4). José com apenas 17 anos de idade, passou a ser alvo de inveja. Mas não adianta odiar, perseguir e ter inveja daquele que é amado pelo Pai. Porque a inveja, o ódio e a perseguição, não vão impedir de Deus abençoar aquele que Ele escolheu.

A TÚNICA DE ESCRAVO.

E aconteceu que, chegando José a seus irmãos, tiraram a José sua túnica, a túnica de várias cores que trazia. E tomaram-no e lançaram-no na cova; porém a cona estava vazia, não havia água nela. Passando, pois, os mercadores midianitas, tiraram, e alçaram a José da cova, e venderam José por vinte moedas de prata aos ismaelitas, os quais levaram José ao Egito. E os midianitas venderam-no no Egito a Potifar, eunuco de Faraó, capitão da guarda (Gn.37.23,24,28,36).
Tiraram a túnica de José, mas não puderam tirar as promessas. De nada adiantou tirar a túnica de José, lança-lo numa cova e em seguida vende-lo. Porque todas as coisas contribuem para o bem daquele que é chamado por Deus (Romanos, 8.28). José perdeu a túnica de várias cores para em seguida vestir a túnica de escravo, mas Deus estava com ele (Gn.39.1,2). Não adianta humilhar aquele que está debaixo das promessas de Deus, porque até como escravo ele prospera. 

A TÚNICA DA LIBERDADE.

Então, enviou Faraó e chamou a José, e o fizeram sair logo da prisão; e barbeou-se, e mudou as suas vestes, e veio a Faraó (Gn.41.14). 
José estava na prisão, mas Deus estava com ele e o fazia prosperar (Gn.39.20-23). Privaram José da sua liberdade, mas não puderam privá-lo da sua comunhão com Deus. Após José passar alguns anos na prisão, por ter sido vítima de calúnia por parte da mulher de Potifar, ele é lembrado como interprete de sonhos e Faraó o manda chama-lo para interpretar seus sonhos. Para se apresentar a Faraó, José barbeou-se e mudou as suas vestes.
Ele tirou as vestes de prisioneiro e vestiu a túnica da liberdade. Deus virou o cativeiro de José no tempo determinado. Deus tem um tempo para cumprir os seus propósitos. José na sua fraqueza pediu ao copeiro-mor para lembra-se dele. Porém, o copeiro-mor, não se lembrou de José (Gn.40.9-14,23). Porque o tempo é de Deus, e Ele cria motivos para os seus servos serem lembrados. O importante é fica debaixo das promessas de Deus, e no tempo de Deus, Ele vai te exaltar. Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que, a seu tempo, vos exalte (I Pe.5.6).

A TÚNICA REAL.

E tirou Faraó o anel da sua mão, e o pôs na mão de José, e o fez vestir de vestes de linho fino, e pôs um colar de ouro no seu pescoço. E o fez subir no segundo carro que tinha, e clamavam diante dele: Ajoelhai! Assim, o pôs sobre toda a terra do Egito (Gn.41.42,43).
Depois de treze anos de provação, Deus cumpriu as suas promessas na vida de José. De escravo e prisioneiro, José passa a ser governador de toda a terra do Egito. Até José chegar a vestir a túnica real, não foi fácil, mas ele superou todas as adversidades e provações, porque Deus estava com ele. Não adianta, quando Deus está com você, nada vai te deter para impedir o que Deus tem a realizar na sua vida. Creia! Independentemente da situação, mesmo não tendo lógica aos olhos humano, Deus é poderoso para cumprir com as suas promessas na sua vida. Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário