sábado, 21 de abril de 2018

A SÍNDROME DOS DESIGREJADOS.

Não deixemos de congregar, como é costume de alguns; antes, admoestamo-nos uns aos outros, tanto mais quanto vedes que vai se aproximando aquele dia (Hebreus 10.25).
Porque vale mais um dia nos teus átrios do que, em outra parte, mil. Preferiria estar à porta da Casa do meu Deus, do que habitar nas tendas da impiedade (Salmos 84.10).

Esta síndrome é um fenômeno que vem acontecendo há décadas, e infelizmente ainda hoje prevalece.
É possível que no primeiro século da era cristã, já havia pessoas que tinham esse costume de não congregar. 
A igreja foi instituída por Deus, e é propriedade exclusiva de Jesus. A igreja funciona como uma agencia de Deus na terra, para propagação do evangelho. Quando nós, os cristãos congregamos, nos reunimos para adorar, aprender e fortalecer a nossa fé. Congregar também implica em ter comunhão, e esta comunhão está relacionada a Deus e aos irmãos. Um cristão não deve viver alienado, sem congregar, sem fazer parte diretamente de uma comunidade cristã.
O problema de relacionamento e um dos motivos que muitos "cristãos" deixam de congregar. 
Muitas pessoas tem um pensamento anti-social, não congregam, não ofertam e preferem viver sem pastor. Querem viver isolados e afirmam ser igreja. Em nenhum momento a bíblia diz que eu sou igreja. A bíblia diz que nós somos igreja, nós fazemos parte da igreja. Paulo trata a igreja como um corpo e um dedo não se considera corpo nem vive sem a comunhão dos outros membros. Leia, I Coríntios, 12.12-31. 
Portanto, não deixe de congregar. Não deixe essa síndrome ou qualquer outra forma de comportamento anti bíblico afastar você da congregação dos Santos. Ponha as indiferenças de lado e seja cheio do Espírito Santo de Deus. Amém! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário